Nota:

Minha foto
Menino besta cheio de sonhos aprisonado no corpo de um homem sóbrio e cheio de desejos.

Escolha a dose.

segunda-feira, 21 de setembro de 2009

Vi o amor na rua.

E se deram um ao outro em abraços apertados, beijos estalados, cachinhos em dedos enrolados e arrepios nos rostos tocados. Trocaram os conteúdos dos bolsos, se enroscaram alças de bolsas e até anéis se esfregaram quando, mãos nas mãos, seus dedos cruzaram.
Era sempre assim quando se encontravam. A cada vez, descaradamente anunciavam ao mundo seu mútuo amor. Amor risonho, infantil, iluminado, pueril, amor de nada bandido, amor de nada sofrido, um amor desentupido a escorrer pra quem quer ver.
Dois viados como se diz, não é preconceito é direito, o outro nome eu não quis. Adorei ver tanto amor e morri de inveja de tanta verdade.



7 comentários:

MANU AO PÉ DA LETRA disse...

Eu já estou aqui a te seguir ...

David Sento-Sé disse...

Que sejam claras então as pegadas. Ganhei o dia amiga.

Lu disse...

Oi David!
Parabéns!!! Adorei seu blog e só o achei pq o vi no blog da minha amiga Manu. Mais um prazer diário de leitura ao chegar ao trabalho.

David Sento-Sé disse...

Lú querida, quanto tempo? MUITO . Bom rever você mesmo que seja assim ..beijos linda. Tou te seguindo.

brunera disse...

Que legal!

Lu disse...

Pois é...muito mesmo!! Mas eu tb já to seguindo vc...rsrsrs
O prazer foi meu querido1

Laura disse...

O amor é lindo de todas as formas...