Nota:

Minha foto
Menino besta cheio de sonhos aprisonado no corpo de um homem sóbrio e cheio de desejos.

Escolha a dose.

terça-feira, 6 de outubro de 2009

Feliz assim.

Não tem nada legal na TV, ta chovendo e não vai rolar parquinho, sinto cheiro de fígado fritando na cozinha, éca, não quero almoçar, sou o mais baixinho da minha sala, esse quarto deveria ser azul, alguém pegou meu chocolate, meu robô está sem bateria, detesto a vizinha estudando piano, minha bola rasgou de tão velhinha, não posso pular na cama, queria ver Papai Noel, amanhã tem aula de matemática, meu nariz ta escorrendo, já sei todas as fases desse Vídeo Game, tenho medo do escuro, não gosto mais de skate, eu sempre caio, não sei comer com garfo, esse remédio é horrível, minha mãe não me deixa comer Chips, o Marquinho tem os melhores carrinhos, perdi minhas figurinhas do álbum...
Ele, deitado na cama, perdia-se em pensamentos tristes.
A porta se abriu. Ela entrou saltitando em seu melhor vestidinho de crochê.
— Eu vim aqui só pra te dar um beijo. — disse a menina sorrindo.
O mundinho dele então transbordou-se de alegria.
(e.)


2 comentários:

Claudinha Bártholo disse...

ahhh adorei! melhor vc contando hehehe, vou fazer da menina ahaha.
beijokas boss

Jannice Dantas disse...

Se as dores do mundo fossem semelhantes a essa...ah que bom seria...nada melhor do que a preocupada despreocupação da infância.