Nota:

Minha foto
Menino besta cheio de sonhos aprisonado no corpo de um homem sóbrio e cheio de desejos.

Escolha a dose.

sexta-feira, 11 de dezembro de 2009

Avessos

Se me fiz de vitima fui executor,
Se ao ser servo fui senhor,
Se ao dizer sim eu quis o não,
Se por tão menos eu quis mais,
Se guardei a mágoa foi perdão,
É porque além do limite era capaz.

Foi em sorrisos que sofri.
Foi na solidão que me cerquei.
Foi sem despedida que parti.
Foi sim, perdido que encontrei.

Se ao me fazer claro fui sombrio,
Se ao libertar criei um muro,
Se ao dizer nunca, quis talvez,
Se ao pedir venha quis deixar,
Se não repetir fosse outra vez,
É porque o difícil era te amar.

Foi insensível que senti.
Foi em letras que apaguei.
Foi em verdades que menti.
Foi afirmando que neguei.


Se ao menos eu não fosse avesso.



3 comentários:

Erica Vittorazzi disse...

Iria agradecer o post, e o presente de sempre. Lindo este avesso, amei.

Vida... disse...

você sempre supreende...parabens...

adrya disse...

Ah..e eu tbm...
Gostei do texto, na verdade acho que me identifiquei...rs